18 outubro 2010

BOCA DO INFERNO-63: O STÉDILE DO PETRÓLEO

Sérgio Gabrielli é petista e é também presidente da Petrobrás. Essa cria do petismo foi um dos principais responsáveis pela privatização da Petrobras. Sim, os petistas tomaram conta dos bilionários fundos de pensão da Petrobras, lotearam aquele espaço como se fosse um naco de terra invadido pelo MST. Achando pouco, lotearam perigosamente a administração da empresa de petróleo brasileira. Entregaram bons nacos a companheiros e aliados. Houve funcionário executivo qualificado e de carreira tomando pé na bunda aqui e acolá para ceder o espaço a apadrinhados políticos dos aliados do governo Lulla. Collor de Mello, por exemplo, depois que virou amigão e colaborador do petismo, reivindicou sua gleba no particular latifúndio estatal do petróleo e dizem que houve gerente e diretor, funcionários efetivos, desalojados da gleba de Collor, tendo que juntar os trapinhos para ir armar acampamento em terras menos produtivas. Gabrielli é uma espécie de Stedile do petróleo e entre suas pretensões está o governo da Bahia após esse novo mandato do Galeguim dos zói azul. Talvez ele consiga se até lá a Petrobras não for reestatizada. Há braços!

4 comentários:

juca disse...

nem um pouco suspeito tu escrever isso agora...

GTV BOCA DO INFERNO disse...

O fato é que é revoltante o que esse senhor promove dentro da Petrobras em termos de manipulação política, com o aval de Lulla. Funcionários importantes e competentes, qualificados e treinados anos a fio pela empresa de repente se vêem na iminência de deixar cargos de ponta para os quais foram treinados tao somente para terem as vagas ocupadas por picaretas indicados por Collor, Lobão, Sarney e Cia. Isso é ou não a privatização de uma empresa pública? Isso coloca ou não em risco a qualidade dos serviços da empresa?

Anônimo disse...

Sorry for my bad english. Thank you so much for your good post. Your post helped me in my college assignment, If you can provide me more details please email me.

baltazar disse...

Eu pensei que fosse Eike!