09 abril 2010

O RIO DE JANEIRO E O DUPLO OLHAR ELEITOREIRO

Foto: o início do pesadelo no Rio
O Rio de Janeiro ficou debaixo d´água por 48 horas e contabilizou uma triste e lamentável tragédia.  O Rio, de fato é uma cidade maravilhosa, de longe a cidade mais bonita do Brasil. Mas tragédias não escolhem lugar e hora para acontecer. A culpa é de quem? Obviamente de ninguém! O volume de chuvas despejado sobre a capital fluminense causaria grandes problemas em qualquer metrópole. Não há rede fluvial que suporte tanta água de uma só vez. Sem escoamento, a cidade virou uma grande poça a beira do mar. O número de mortos no Rio já chega a 182 pessoas e vai aumentar. Talvez passe de 300. Mas essa tragédia nos dá uma lição de política. Ensina-nos mais uma vez como pensa a turma de Lulla.
 As chuvas que castigaram São Paulo no  final de dezembro e por todo o mês de janeiro fizeram 71 vítimas fatais e colocaram a maior metrópole da América do Sul em estado de caos. A turma eleitoreira do PT sequer se compadeceu com a situação das vítimas e dos mortos. Os eleitoreiros saíram logo atirando no governador José Serra. De Lulla a Dilmona Rousseff Stalin, de Marta-relaxa-e-goza a Mercadante-doutor- sem-doutorado, não faltaram tiros no careca com cara de chofer de funerária que também é candidato a presidência este ano. A culpa dos 40 dias de dilúvio em São Paulo era de Serra e daquele prefeito com  olhos de louco e cabeça de anão. O soviete de lulla explorou a desgraça de São Paulo sem nenhum constrangimento ou pesar e de forma exaustiva, afinal Dilmona é ruim de serviço e não consegue emplacar. Desse modo, há que se focar na imagem do adversário e fazê-lo sangrar até as últimas. Foi isso, o ideal era que São Paulo afundasse nas águas de São Pedro até o dia das eleições, com o fim de permitir que a Roussef Stalin remasse sua canoa do atraso até o cais do Palácio da Alvorada. E o povo de São Paulo? Que se dane o povo!
Agora, no Rio do governador aliado, do prefeito aliado, a turma do Lulla se comporta como gente decente. Para eles o que aconteceu ali não é culpa do prefeito e do governador ( e de fato não é, mas se fossem adversários do lullismo seria). Para eles, o povo é que é imprudente e vai ocupar encosta de morro, para eles deve-se mobilizar a federação imediatamente, com recursos e mão de obra de modo a assistir àquele povo sofrido vitimado por um desastre da natureza. A mãe do PAC (Plano de Aceleração da Candidatura) é capaz de puxar um "We are the world, we are the Rio"! para levantar fundos. É assim, como sempre dizemos: "Aos amigos, tudo! Aos inimigos, a lei"! E nesse caso, o achincalhe principalmente.  E como têm inimigos esse povo, basta contrariar os interesses políticos deles você vira um. Democracia não é mesmo com essa gente! Há braços!

3 comentários:

Lucas disse...

Choveu tanto no Rio que os respingos cairam na Bahia.
Sobrou pra Gedel.
E o guarda-chuva de Wagner cada vez mais resistente.
Tinha me esquecido que o repaz nasceu no Rio.
É isso ai!

Luiz Carlos disse...

Engraçado é condenaram (nós os baianos)o discutido favorecimento do tal Ministro à Bahia, por outro lado nada se fala de Wagareza (Líder dos PeTralhas por aqui)que já andou até inaugurando "quase tapa-buraco na ba 815 Uibaí-P. Dutra-Irecê", assinando ordem para Raio-X em 22 de setembro de 2009 na Praça M. de Carvalho, Calçamento das Ruas atrás do Hospital Municipal e Reforma do Hospital "essa bancada com fundos Municipais", pois de lá não veio. Ora terá Wagareza guarda-chuva largo assim. Abre o olho Jovem...

baltazar disse...

O Rio ora rio, água. Mas a culpa de tanta água foi da chuva, disse o nobre Governador. Dos deslisamento foi culpa das pessoas que construiram seus barracos em terrenos que tem grande possibilidade de ter deslisamentos. Mas que interessante ouvir isso, porem o nobre governador se esqueceu que tudo que tudo o que acontece de bom ou ruim nas vidas desses seres humanos é uma questão de política, e o estado é responsavel. Ou como diz José Serra, a culpa é de São Pedro. Mas se tratando de Brasil e que aqui aqueles que se dizem pensantes, querem que o país se torene a Europa, mas que o Brasil vai se metamofosar como um X-man. E que a culpa das maselas sociais são culpa dos propios miseraveis.
Haja ouvido para tudo.