24 outubro 2009

PALHACINHO PENSADOR



Uma imagem diz muitas coisas. Esse palhacinho reflexivo, com pernas de pau improvisadas, fotografado por Ada, na frente do Grêmio Voz do Povo, no dia das crianças em Uibaí é uma coisa  linda, de um lirismo singelo. Esse é o caso de uma clicada feliz que eterniza muitos sentidos. Será  em que  pensava? Algo o aborrecia? Certamente há muito no que se pensar em Uibaí e há também aborrecimentos indisfarçáveis, como o péssimo tratamento dado aos professores, à cultura e o desrespeito à infância. A propósito, seria a qualidade da educação que o personagem da foto recebe hoje suficiente para  garantir-lhe uma vida digna no futuro?
O martelo na mão do nosso pequeno pensador lembra a imagem que Nietzsche utilizou para qualificar sua filosofia: "filosofia a golpes de martelo". Eis aí o ideal de homem do amanhã, com o desprendimento dos palhaços e a pureza das crianças. Com disposição para refletir e braço forte a sustentar o martelo que demoli preconceitos, raízes podres, tabus e práticas imbecis. Sobreviverão esses traços à fúria gananciosa do poder canabrabeiro?
O fundo verde amarelo da foto evoca coisas do amor à terra, coisas do Brasil e as pernas de pau, amarradas desajeitadamente, com os sapatinhos furados, não nos remetem ao genial Charles Chaplin? Há algo de Carlitos nesse personagem. Um  clown à maneira de Chaplin, que une inocência com reflexão enviesadas  por uma ponta de melancolia. Bela imagem, Ada, parabéns! Há braços!

2 comentários:

baltazar disse...

É difícil definir uma fotografia, como ela pode ser tão carregada de sentidos. É preciso está ligado no prazer do Belo para vê-la o quão grande ela é. "Photographier...c’est mettre sur la même ligne de mire ...
La tête, l’oeil et le coeur."
H C BRESSON

GTV BOCA DO INFERNO disse...

Realmente, Bal, é difícil não se sucumbir à dinâmica estabelecida pelo jogo de sentidos. Vou traduzir livremente a frase de Bresson, ela diz tudo:Fotografar é colocar na mesma linha de mira ... A cabeça, o olho e o coração ". alan